domingo, 27 de março de 2011

Vontades...

Tive vontade de fugir e fugi, sem pensar em quem ficava para trás
Tive vontade de voltar e voltei, mesmo sabendo que há sempre quem vai estar de braços abertos para me receber
Tive vontade de chorar e chorei, mesmo podendo parecer lamechas e piegas
Tive vontade de correr e corri, mesmo sabendo que há uma altura em que o fôlego acaba
Tive vontade de calar e calei, mesmo sabendo que o certo era falar
Tive vontade de gritar e gritei, mesmo correndo o risco de parecer maluca
Tive vontade de escrever e escrevi, mesmo que as minhas palavras nunca consiga definir o que vai cá dentro
Tive vontade de rir e ri, mesmo que as minhas gargalhadas ecoassem como se eu fosse feliz
Tive vontade de andar e andei, mesmo que tenha encontrado uma encruzilhada
Tive vontade de nadar e nadei, mesmo quando o mar estava violento
Tive vontade de escalar e escalei, mesmo que no que julgava ser o topo não fosse o fim
Tive vontade de colher e colhi, mesmo sabendo que isso ditaria o fim
Tive vontade de balançar e balancei, mesmo sentindo aquele arrepio na barriga

Tive vontade de abraçar e não estava lá..
Tive vontade de esquecer e não consegui..
Tive vontade de dizer adeus e disse olá...

Fazes me ser o que eu não sou, algo do qual não me orgulho.
Não permitirei tamanha asneira a mim mesma outra vez. Lamento mas não sou mais capaz.

TENHO VONTADE DO VIRAR AS COSTAS, DO ADEUS, DO FIM!
TENHO VONTADE DE SER EU MESMA, PURA E DURA!
TENHO VONTADE DE UM RECOMEÇO CHEIO DE FORÇA.

E AÍ ESTOU EU! :)


O meu pedaço: