segunda-feira, 30 de maio de 2011

Os nossos dias são feitos de avalanches de palavras, palavras aqui e ali. As palavras são proferidas e pairam no ar e ao invés de serem apenas percebidas por quem se destinam, todos os que estão ao seu redor todos são atingidos.
Porque é que nós somos obrigados a ouvir palavras amargas todos os dias?! Porque é que somos obrigados a ouvir palavras falsas todos os dias?! Será que as pessoas acabam mesmo por acreditar naquilo que dizem?!
Não quero ter de ouvir uma avalanche de palavras diária, falsas, amargas e dissimuladas. Quero silêncio por favor e os passarinhos a cantar.

No fim, para quê palavras se as acções dizem tudo?!
O meu pedaço:

0 pedaços: