domingo, 6 de junho de 2010

Esquecer...

"Procuro despir-me do que aprendi,
Procuro esquecer-me do modo de lembrar que me ensinaram,
E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos,
Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras,
Desembrulhar-me e ser eu, (...)
Mas um animal humano que a Natureza produziu.

E assim escrevo, querendo sentir a Natureza, nem sequer como um homem,
Mas como quem sente a Natureza, e mais nada.
E assim escrevo, ora bem, ora mal,
Ora acertando com o que quero dizer, ora errando,
Caindo aqui, levantando-me acolá,
Mas indo sempre no meu caminho como um cego teimoso.
"


Alberto Caeiro



Quero esquecer todas as recordações, boas ou más, de tudo e de todos.
O meu pedaço:

1 pedaços:

Anónimo disse...

Fico triste ao compreender que provavelmente faço parte destas memórias que você quer se esquecer!! Você tem um génio complicado e especial e por vezes não compreendo a sua postura e ações mas te respeito Inês e acima de tudo vou estar sempre aqui para ti, infelizmente é só quando você quer...