quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Perdas..

Talvez seja o sentimento de perda que mais me custe enfrentar na vida. Rasga-me por dentro como se me matasse, me apunhalasse e me esventrasse sem qualquer remorso. Eu sei que as perdas são inevitáveis no decorrer da vida, a não ser que quem se perca sejamos nós mesmos! Se eu pudesse bem que transferia algumas perdas para que fosse a minha perda, mas infelizmente isso não é possível.

E ao falar de perdas temos de enfrentá-las e saber diferenciá-las: as que não estão nas nossas mãos e as que estão.

As que não estão nas nossas mãos são lamentáveis, custam a vida toda e nunca vão sarar.

Quanto às outras, as que estão nas nossas mãos, tanto podem ser culpa nossa ou não. Mas essas só temos de admitir os erros que foram cometidos e tentar erguer a cabeça e ultrapassá-las, ainda que a pouco e pouco. Mais tarde ou mais cedo estas serão ultrapassáveis, ainda que deixem marca na nossa alma.

O meu pedaço:

3 pedaços:

Anónimo disse...

A vida

"A vida é uma incógnita moldável…
Uma incógnita nos acontecimentos,
Uma incógnita ate nos nossos próprios pensamentos!
Na vida nada podemos conceber,
Devemos apenas viver…
E como é viver bem?
Viver bem é sermos nos próprios,
Seguindo sempre os nossos horizontes…
Apesar dos cruzamentos,
Que nos possam surgir em certos momentos!
Cruzamentos provenientes de maldades do inimigo,
Cruzamentos que tentam tirar-nos o sentido…
Os nossos passos devem ser dados sem olhar para a multidão,
O nosso ser pode ser a melhor sensação.
E um dia o sol brilhará,
Da maneira menos esperada,
Da maneira jamais idealizada…
Não deixes a maldade entrar no teu mundo,
Vive o bem em qualquer segundo
E acordarás um dia feliz por tudo aquilo que deixaste na mente de qualquer ser,
Acordarás e perceberás o que é afinal viver!"

Anónimo disse...

beijinho***

Durval disse...

Olá. Descobri o teu blogue através do do João, do Vox Persona. Queria t dizer que gostei muito e que principalmente adorei a musica que tens no blogue. É dum album já com vários anos, e é uma musica muito muito bonita para o Sulay, mas que é muito fácil nos identificarmos. Beijinho e muito prazer :D